sábado, 17 de setembro de 2011

O esquilo e o lobo

Léon Tolstói

Um esquilo saltando de ramo em ramo, caiu certo dia sobre um lobo adormecido.

O lobo agarrou-o e tratou de devorá-lo.

O esquilo suplicou que o poupasse.

– Está bem, disse o lobo, eu te perdoarei a vida, mas com a condição de que me digas porque razão vós, os esquilos, andam sempre tão alegres. Eu ando sempre aborrecido, e, entretanto, vos vejo sempre satisfeitos e dispostos a brincar.

O esquilo respondeu:

– Tenho medo de ti, não ouso falar, deixa-me saltar sobre um ramo e te direi.

O lobo deixou. O esquilo saltou sobre uma árvore e de lá lhe disse:

– Tu te aborreces sempre porque és mau; a crueldade seca o coração. Nós somos alegres, porque somos bons e não fazemos mal a pessoa alguma.


ilustração freepik
extraído de Mensagens dos Mestres

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails