terça-feira, 16 de agosto de 2011

Sobre o amor e amar


O amor não existe sem admiração. Quando você perde a admiração, o amor acaba. (Patrícia Pilar)


Me ame quando menos mereço; e quando mais preciso. (autor ignorado)


O amor é provavelmente o único vislumbre de eternidade que nos é concedido. (Helen Hayes)


Não confiar no amor da pessoa amada equivale a não confiar em nosso valor como objetos do amor. ((Marina Colasanti)


Amar é mudar a alma de casa. (Mário Quintana)


O verdadeiro amor não tem dono; ambos os parceiros obedecem. (Alejandro Casona)


Tudo se perdoa ao amor, ainda quando ele brota de ruínas. (Machado de Assis)


O amor não suporta a dúvida – a crença lhe é fundamental. (Betty Milan)


A maior loucura que se faz por amor é o que se faz diariamente quando você ama: dividir a atenção de sua vida com outra pessoa. (Marcos Mion)


Seria maravilhoso se o amor fosse eterno, mas não dá para viver o cotidiano jogando todas as fichas nisso. Cada dia é um novo casamento. (Andréa Beltrão)


Acredito que o amor deve fazer de você uma pessoa forte, feliz e potente para a vida. (Alessandra Negrini)


Quando o amor é a sua maior fraqueza, você acaba por se tornar a pessoa mais forte do mundo. (Garman Wold)


O amor não fica ali parado, como uma pedra: tem de ser feito, como o pão, refeito o tempo todo, renovado. (Ursula Le Guin)


O amor não é louco. Sabe muito bem o que faz, e nunca, nunca age sem motivo. Loucos somos nós, que insistimos em querer entendê-lo no plano da razão. (Marina Colassanti)


Amar é sair de mim e ir ao encontro do outro para fazê-lo feliz. O amor é a comunhão, não é a reprodução. (Pe. Victor Feytor Pinto)


Quem disse que o amor é cego está redondamente enganado. O amor é a única coisa que permite nos vermos uns aos outros com a mais leve precisão. (Martha Beck)


O verdadeiro amor começa quando nada se quer em troca. (Saint Exupéry)

É tão bom morrer de amor e continuar vivendo ...! (Mario Quintana)


Só há uma lei no amor: fazer felizes aqueles que amamos. (autor desconhecido)


O amor é cego, mas o casamento devolve-lhe a visão. (autor desconhecido)
música: Roupa Nova - Amo em Silêncio


2 comentários:

Raphael Martins disse...

Muito boa postagem. Quem nunca amou não sabe o que é se sentir vivo...

Felipe disse...

Raphael
Endosso e assino.
Grato pela visita.
Abç

Related Posts with Thumbnails