domingo, 7 de março de 2010

Ao Dia Internacional da Mulher

Duas músicas de Joyce em homenagem ao Dia Internacional da Mulher.

Feminina - Quarteto em Cy e Narjara Tureta

Ô mãe, me explica, me ensina, me diz o que é feminina?
- Não é no cabelo, no dengo ou no olhar, é ser menina por todo lugar.
- Então me ilumina, me diz como é que termina?
- Termina na hora de recomeçar, dobra uma esquina no mesmo lugar.
Costura o fio da vida só pra poder cortar
Depois se larga no mundo pra nunca mais voltar
- Ô mãe, me explica, me ensina, me diz o que é feminina?
- Não é no cabelo, no dengo ou no olhar, é ser menina por todo lugar.
- Então me ilumina, me diz como é que termina?
- Termina na hora de recomeçar, dobra uma esquina no mesmo lugar.
Prepara e bota na mesa com todo o paladar
Depois, acende outro fogo, deixa tudo queimar
- Ô mãe, me explica, me ensina, me diz o que é feminina?
- Não é no cabelo, no dengo ou no olhar, é ser menina por todo lugar.
- Então me ilumina, me diz como é que termina?
- Termina na hora de recomeçar, dobra uma esquina no mesmo lugar.
E esse mistério estará sempre lá
Feminina menina no mesmo lugar
                                                   
Essa Mulher - Elis Regina

De manhã cedo, essa senhora se conforma
Bota a mesa, tira o pó, lava a roupa, seca os olhos
Ah. como essa santa não se esquece de pedir pelas mulheres
Pelos filhos, pelo pão
Depois sorri, meio sem graça
E abraça aquele homem, aquele mundo
Que a faz, assim, feliz
De tardezinha, essa menina se namora
Se enfeita, se decora, sabe tudo, não faz mal
Ah, como essa coisa é tão bonita
Ser cantora, ser artista
Isso tudo é muito bom
E chora tanto de prazer e de agonia
De algum dia, qualquer dia
Entender de ser feliz
De madrugada, essa mulher faz tanto estrago
Tira a roupa, faz a cama, vira a mesa, seca o bar
Ah, como essa louca se esquece
Quanto os homens enlouquece
Nessa boca, nesse chão
Depois, parece que acha graça
E agradece ao destino aquilo tudo
Que a faz tão infeliz
Essa menina, essa mulher, essa senhora
Em que esbarro toda hora
No espelho casual
É feita de sombra e tanta luz
De tanta lama e tanta cruz
Que acha tudo natural

10 comentários:

Serenissima disse...

Duas múiscas maravilhosas!
Belíssima escolha!!

Abraço

Principe Encantado disse...

Músicas lindas, parabéns pela homenagem feita.
Parabéns para todas as mulheres.
Abraços forte

arte-e-manhas-arte disse...

Lindo demais Felipe!

Adorei os dois, mas a voz da Elis Regina é fenomenal.

Uma bela homenagem às mulheres, parabéns!

Beijos
Luísa

Rosana Madjarof disse...

Felipe,

Que linda homenagem ao nosso dia!

Esse vídeo com a Narjara Tureta é muito lindo, e a Elis é ímpar.

Maravilhoso meu amigo.

Muito obrigada.

Bjs.

Rosana.

Lilian disse...

Olá querido amigo Felipe,

Grata pela linda homenagem pelo Dia Internacional da Mulher,

Como sempre, você é um amigo muito gentil.

Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian

Felipe disse...

Serena
Parabéns pelo dia de vocês.
Beijão

Felipe disse...

Meu Caro Príncipe.
Endosso os votos.
Grato pela visita.
Abraços!

Felipe disse...

Rosana
Quarteto em Cy, Narjara e Elis Regina - comissão de frente do Dia da Mulher.
Parabéns e um Beijão

Felipe disse...

Luísa
Parabéns pelo dia de vocês.
Beijão

Felipe disse...

Lilian
Uma pequena homenagem a minha mulher, minhas dez sobrinhas, duas irmãs e todas as minhas amigas.
Parabéns e um Beijão

Related Posts with Thumbnails