sábado, 20 de fevereiro de 2010

O que é o amor?



Numa sala de aula, havia várias crianças. Quando uma delas perguntou à professora: Professora, o que é o amor?

A professora sentiu que a criança merecia uma resposta à altura da pergunta inteligente que fizera. Como já estava na hora do recreio, pediu para que cada aluno desse uma volta pelo pátio da escola e trouxesse o que mais despertasse nele o sentimento de amor.

As crianças saíram apressadas e, ao voltarem, a professora disse:Quero que cada um mostre o que trouxe consigo.

A primeira criança disse:
Eu trouxe esta flor, não é linda?

A segunda criança falou:
Eu trouxe esta borboleta. Veja o colorido de suas asas, vou colocá-la em minha coleção.

A terceira criança completou:
Eu trouxe este filhote de passarinho. Ele havia caído do ninho junto com outro irmão. Não é uma gracinha?

E assim as crianças foram se colocando.

Terminada a exposição, a professora notou que havia uma criança que tinha ficado quieta o tempo todo. Ela estava vermelha de vergonha, pois nada havia trazido.

A professora se dirigiu a ela e perguntou: Meu bem, por que você nada trouxe? E a criança timidamente respondeu: Desculpe, professora. Vi a flor e senti o seu perfume. Pensei em arrancá-la, mas preferi deixá-la para que seu perfume exalasse por mais tempo. Vi também a borboleta, leve, colorida! Ela parecia tão feliz que não tive coragem de aprisioná-la. Vi também o passarinho caído entre as folhas, mas, ao subir na árvore, notei o olhar triste de sua mãe e preferi devolvê-lo ao ninho. Portanto professora, trago comigo o perfume da flor, a sensação de liberdade da borboleta e a gratidão que senti nos olhos da mãe do passarinho. Como posso mostrar o que trouxe?

A professora agradeceu a criança e lhe deu nota máxima, pois ela fora a única que percebera que só podemos trazer o amor no coração".



Desconheço o autor
foto: internet



8 comentários:

arte-e-manhas-arte disse...

Olá Felipe!

Que história emocionante. Que lindo, o verdadeiro amor não tem forma nem massa, apenas fica na nossa memória.

Beijos
Luísa

Sissym disse...

Eu acredito sim que haja criança capaz de responder desta maneira, deve ser alguma dessas que no futuro deixa o seu nome registrado para a eternidade.

Bjs

Felipe disse...

Syssim.
Sem dúvida essas crianças vão dar o que falar.
Beijão

Anônimo disse...

Felipe!
Sabes aqueles textos que tu vais lendo e se arrepiando?

Pois foi assim que li essa bela mensagem do que seja o verdadeiro amor e onde ele está alojado.

Que lindo.

Um beijo meu querido, te adoro.

Maria Souza - Porto Alegre - RS

Geraldo disse...

Olá Felipe,

O amor é libertador e não aprisionador, ele é belo, magnifico e sutil..

Excelente texto, mais uma boa lição sobre o amor..

Abraço

Felipe disse...

Geraldo meu amigo
""O que podes fazer por outrem é o teste do poder; o que podes sofrer por outrem é o teste do amor"
Abraços!

Felipe disse...

GG
És o anônimo mais conhecida deste mundo.
"É melhor ter amado e perdido do que jamais ter amado".
Beijão

Felipe disse...

Luísa.
O amor é um não sei o quê, que vem não sei de onde, e acaba não sei como"
Beijão

Related Posts with Thumbnails