quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Catendê

Hoje no final da tarde, sentado numa lanchonete esperando a chuva passar, lembrei dessa joia musical  da autoria de Ildasio Tavares, Antonio Carlos e Jocafi na voz maviosa de Maria Creusa acompanhada de Toquinho e Vinicius, que há muito não ouvia e faço questão de partilhar com meus amigos.

Catendê





Meu catendê ... de lá de China


Luante, meu catendê


Meu catendê ... de lá de China


Luante, meu catendê


Varre a voz o vendaval


Perdido no céu de espanto


Meu barco fere a distância


No disparo da inconstância


Me encontrei sem me esperar


Quanto mais o tempo avança


Mais me perco neste mar


E no rumo do segredo


Caminhei todo o caminho


Ei lá


Maré brava maré mansa


Ei lá


Vou na trilha da esperança


Ei lá


Vou no passo da alvorada


Ei lá


Mar amor enamorada


De segredo e de procura


Fiz do medo o meu amigo


E de força sempre pura


O meu canto se encontrou


E no fim da jornada


Vi meu canto crescer


Há tanto escuro na estrada


Esperando o sol nascer


Vou cantar pela vida


O meu canto de amor


Há tanta dor escondida


Tanto canto sem cantor


Ei lá


Maré brava maré mansa


Ei lá


Vou na trilha da esperança


Ei lá


Vou no passo da alvorada


Ei lá

2 comentários:

Principe Encantado disse...

Direto do fundo do baú, por esta razão uma linda melodia, parabéns pela escolha.
Abraços forte

Felipe disse...

Meu Caro Príncipe.
Por que não se fazem mais essas joias?
Abraços!

Related Posts with Thumbnails