quarta-feira, 4 de março de 2009

Criança diz cada uma... 2

Fácil

Maria Cristina tinha quatro anos quando se meteu a empregar as palavras fácil e difícil, a tordo e a direito.
- Venha cá Maria Cristina – disse alguém – você está falando muito em fácil e difícil. Você nem sabe o que isto quer dizer!...
- Não sei é? – fez a menina – Fácil é tomar sorvete, difícil e comer espinafre.


A trovoada

Luciana com três anos, ao ouvir o estrondo de um trovão.
- Ih! O anjinho deixou cair os pratos!


O Álbum

Maria Virgínia, com três anos, analisava o álbum da família quando, de repente, deparando com uma foto que lhe chamara maior atenção, exclama:
- Puxa! Papai casou mesmo!


A escada

Luis Ricardo, de cinco anos, descia as escadas com o avô, que ia na frente. De repente para ultrapassar o avô, disparou e esbarrou nele, a ponto de quase fazê-lo rolar até embaixo.
- Mas o que é isso menino! Quase que você faz o seu avô cair! Seu avô caindo pode até morrer. Você não ficaria triste com a morte de seu avô?
E o pirralho:
- Eu não! Tenho outro!


Os meninos no museu

Dois meninos estavam numa galeria de arte moderna analisando quadros concretistas e abstratos quando um, meio alarmado, diz para o outro:
- Vamos embora, depressa, senão vão dizer que nós que pintamos isso.


Do Alto da Boa Vista

Adalgisa Nery viajava com seu filho mais moço, Emanuel, que tinha, naquele tempo, dois anos de idade.
Vinham do Alto da Boa Vista, estava anoitecendo e, de repente, lá embaixo, a cidade toda se iluminou, com aquele prodigioso pontilhado de luzes e o menino exclamou assombrado:
- Chi mãe! O céu caiu no chão.


O achado

Vera, sobrinha de Glaydys, estava visitando o dentista quando, repentinamente, entrou pela sala a dentro, com uma dentadura articulada que havia descoberto numa prateleira, gritando:
- Tia! Encontrei uma risada.


Conselho

Humberto era um pingo de gente quando a mãe lhe disse:
- Você precisa comer direito, meu filho.É so comer bem que a barba cresce.
Dias depois viu sua irmãzinha recusando comida. Humberto aconselhou:
- Come a sopa, boba, pra você usar soutien.


Ninguém

Toda vez que Netinho brincava no quintal, gritava, perguntando à tia Elizabeth:
- Titia, quem é que está aí com a senhora?
A tia respondia – Ninguém!
Era mais uma forma do menino ficar brincando descansado.
Certo dia ele viu aparecer visitas e foi brincar no quintal.
Ao voltar, verificando que a sala estava vazia, indagou:
- Tia, cadê os ninguém que tava aí?


A viagem da vovó

A menina Maria de Lourdes assistia aos comentários referentes à partida da avó para Belo Horizonte. E quando alguém quis saber das razões da viagem inesperada ela disse.
- Vovó viajou.
- Foi descansar da gente.
Do livro: Criança diz cada uma - Pedro Bloch

2 comentários:

Darcy Mendes disse...

Olá Felipe

Passei para uma visita e avisar que tem um selo para você lá no meu blo.

Abraços

thyara disse...

Realmente, criança diz cada uma. Mas se você parar pra reparar tudo o que elas dizem é consequencia do que falamos ou fazemos.
Muito engraçado este post!
Adorei!
Um abraço!

Related Posts with Thumbnails