sábado, 24 de janeiro de 2009

Se eu morrer antes de você





(Francisco Cândido Xavier )


Se eu morrer antes de você,


faça-me um favor:


Chore o quanto quiser,


mas não brigue com Deus


por Ele haver me levado.


Se não quiser chorar, não chore.


Se não conseguir chorar,


não se preocupe.


Se tiver vontade de rir, ria.


Se alguns amigos contarem


algum fato a meu respeito,


ouça e acrescente sua versão.


Se me elogiarem demais, corrija o exagero.


Se me criticarem demais, defenda-me.


Se me quiserem fazer um santo,


só porque morri,


mostre que eu tinha um pouco de santo,


mas estava longe


de ser o santo que me pintam.


Se me quiserem fazer um demônio,


mostre que eu talvez tivesse um pouco


de demônio, mas que a vida


inteira eu tentei ser bom e amigo.


Espero estar com Ele o suficiente para


continuar sendo útil a você, lá onde estiver.

E se tiver vontade de escrever


alguma coisa sobre mim,


diga apenas uma frase:


- "Foi meu amigo,


acreditou em mim


e me quis mais perto de Deus!"


- Aí, então, derrame uma lágrima.


Eu não estarei presente para enxugá-la,


mas não faz mal.


Outros amigos farão isso no meu lugar.


E, vendo-me bem substituído,


irei cuidar de minha nova tarefa no céu.


Mas, de vez em quando,


dê uma espiadinha na direção de Deus.


Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz


vendo você olhar para Ele.


E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai,


aí, sem nenhum véu a separar a gente,


vamos viver, em Deus,


a amizade que aqui nos preparou para Ele.


Você acredita nessas coisas?


Então ore para que nós vivamos


como quem sabe que vai morrer um dia,


e que morramos como


quem soube viver direito.


Amizade só faz sentido se traz o céu


para mais perto da gente,


e se inaugura aqui mesmo o seu começo.


Mas, se eu morrer antes de você,


acho que não vou estranhar o céu...


"Ser seu amigo...já é um pedaço dele..."


6 comentários:

Alterado disse...

Lindo este poema,o mais importante é cultivar relações harmoniosas agora que estamos vivos e com nossos entes queridos por perto .

depois do último suspiro ,pouco pode-se fazer .

Abraços

Luiz Antonio André disse...

Belíssimo poema, José, realmente ter um amigo verdadeiro é ter conhecido o céu.
Abraços

Márcia Regina disse...

Adoro esta poesia...estava com saudades de você...um abração...

Felipe disse...

Regina
Também estava com saudades dos meus amigos.
Estamos de volta após 15 dias de férias.
Abraços

Ismaelita Nascimento disse...

muito linda poesia ainda não conhecia, parabéns

Sandra Geise Bortolato disse...

Cara!
Você me levou ás lágrimas....
Lindo.
Beijokas.

Related Posts with Thumbnails