domingo, 4 de janeiro de 2009

Demônios da Garoa cantam Vinícius de Moraes

Na década de 40, o saudoso radialista Vicente Leporace sugeriu que os rapazes que formavam um conjunto chamado “Grupo Luar” escolhessem novo nome, já que a palavra "grupo" dava a idéia de "jogo do bicho".
Foi pedida a ajuda dos ouvintes e não faltaram cartas sugerindo nomes.
A idéia perfeita foi “Demônios da Garoa”, que caiu como luva para este conjunto de São Paulo, a proverbial terra da garoa. Pena que ninguém se lembrou de guardar o nome de quem rebatizou o conjunto.
Em 1994 os Demônios da Garoa entraram para o Guinness Book - Livro dos Recordes Brasileiro, de onde não mais saíram, como o "Conjunto Vocal Mais Antigo do Brasil em Atividade", além de receberem o disco de ouro pelo álbum 50 Anos.
São os maiores intérpretes de Adoniran Barbosa. Gravaram, dentre outras músicas: “Trem das Onze”, a marca registrada do grupo, “Iracema”, “Saudosa Maloca”, “O Samba do Arnesto”, “As Mariposa”, “Tiro ao Álvaro” e “Vila Esperança”.
O conjunto também gravou músicas de outros autores, bastando lembrar "Oi Nóis Aqui Tra Veis" (Geraldo Blota/Joseval Peixoto), "Preta Pretinha"(Os Novos Baianos ), "Promessa Do Jacó" ( Américo de Campos), "Chum-Chim-Chum" (Heitor Carrillo), "Vai No Bixiga Pra Ver" (Geraldo Filme), "Vamo Que Vamo" (Renato Teixeira).

Mostrando toda sua versatilidade, aqui eles cantam “Se todos fossem iguais a você” (Vinicius de Moraes).





2 comentários:

Márcia Regina disse...

EH, felipe...desta vez você se superou. Obrigada pelo resgate.....inigualáveis!!!!

Felipe disse...

Márcia.
Agora falou minha querida amiga.
Cuidado! Você está me tornando mimado.
Um Beijão
Felipe

Related Posts with Thumbnails